“Quem é você na fila do marketing digital?” foi a palestra de Patrick Paes da Silva, CEO da Paes.Digital.

Quando participamos de eventos de grande porte, seja qual for o assunto, há sempre um insight para anotar, não é mesmo? Ter sempre uma caneta e um papel por perto é essencial.

No último final de semana, a Paes.Digital esteve no Gramado Summit, evento que contou com mais de 120 palestrantes em 3 palcos de conteúdos simultâneos. E, é claro, voltamos de lá com muitas ideias.

Além da palestra do CEO da agência, Patrick Paes da Silva, quem também representou a Paes.Digital no evento, como participantes, foram o nosso Head de Performance, João Mathias Schmidt, a Social Media, Fernanda Reis e a Planner, Ana Ritt.

Da esquerda para direita: Fernanda Reis, Patrick Paes da Silva, João Mathias Schmidt e Ana Ritt.

Para não deixar passar nada, resolvemos compartilhar os 5 principais insights que tivemos durante o evento. São ideias que precisamos revisitar, vez e outra, para lembrar de não perder o nosso norte e lembrar do que realmente importa. Confira.

O segredo é: conteúdo que impacte a persona, no formato ideal.

O segredo de um bom conteúdo não é necessariamente a técnica, mas como ele muda a vida das pessoas.

Às vezes quebramos a cabeça em busca da melhor forma de divulgar um conteúdo. E não é por menos, afinal, são muitas as possibilidades: reels, carrossel, card, vídeo, áudio, infográfico…

Mas, na verdade, o mais importante é como o conteúdo que a sua marca pretende divulgar impacta a persona.

É preciso questionar se isso resolve um problema dela e se gera identificação. Esta deve ser a motivação para o conteúdo ir ao ar.

Priorize as dores e as necessidades do seu público, e deixe um pouco de lado as tendências de formato. Pense primeiro no conteúdo e depois no formato.

Não adianta ser rápido se isso for ser perecível:

Consistência: é isso que as empresas precisam ter e buscar. Consistência em seu trabalho de marca e na comunicação.

Ou seja, apegar-se à última onda do momento, mudando de posicionamento a todo sempre, com certeza não será uma boa ideia.

Nesse sentido, ser rápido, para não deixar a tendência passar, não é o melhor caminho. Esse será somente o caminho para tornar-se perecível.

É necessário trabalhar a marca e os valores da empresa a longo prazo. Quando você está sempre alterando a essência do seu negócio, ele está fadado ao esquecimento.

É a consistência que vai fazer com que seu público se lembre da marca como algo coerente. E é este tipo de posicionamento que vale a pena.

O poder dos dados combinado com a persuasão:

Dados e persuasão precisam andar juntos. É importante usar dados para conhecer o público, e a partir daí saber como persuadi-lo.

Não tem por que separar estas duas questões. Com dados, você consegue definir cada vez melhor quem é seu público, quais são as dores e o que busca.

A persuasão está na forma como seu negócio vai se apresentar para solucionar esse problema. Não adianta ter somente os dados em mãos e não saber como agir com eles.

Torna-se a melhor de todas as opções para solucionar um problema, que você sabe através dos dados, que existe; é um recurso e tanto.

Então, dados e persuasão devem ser aliados. Esta é uma dupla que certamente já faz muito sucesso por aí.

Seus resultados confirmam o seu valor:

Todos querem mostrar valor, afirmar a qualidade do seu trabalho e sua relevância. Mas a verdade é que se não existem dados sobre isso, os esforços são em vão.

Se os resultados dizem o contrário do que se vende, nenhuma copy e nenhum planejamento vai salvar seu negócio. Esses resultados são os famosos “os números falam por si”. Buscar reconhecimento é fundamental.

É isso que vai passar credibilidade ao seu negócio. Afinal, é a partir deles que o valor da sua marca é legitimado.

Foco no cliente, sempre:

Não importa a tecnologia, estratégia ou meio que você use para desenvolver seu negócio, se no fim o foco não for sobre o cliente, não fará sentido.

Mais do que isso: se o foco não for o cliente, você não terá resultados. Por isso, a melhor forma de desenvolver e evoluir sempre será ouvir o cliente.

No fim do dia, a razão de seu negócio existir é o seu cliente. Solucionar os problemas, facilitar a vida, seja o que for.

Escutar o cliente e saber como agir com essas informações é o que fará com que seu negócio continue fazendo sentido para o seu público.

Washington Olivetto, um dos publicitários mais reconhecidos do Brasil, palestrou no evento.

Talvez estes insights não sejam exatamente uma novidade, mas lembrar do que é fundamental é sempre importante. O que mantém o nosso negócio vivo e dá sentido para nossos esforços.

A quarta edição da Gramado Summit reuniu 1.700 participantes, 120 palestrantes e 100 empresas na feira de negócios. Houve centenas de horas de conteúdo imersivo e infinitas possibilidades de conexões e negócios entre os participantes.