Rankeamento do Google: veja quais são os fatores considerados

Quando você busca por uma palavra-chave no Google, surge uma série de resultados. Os primeiros geralmente são de anúncios, e depois vêm aqueles que são orgânicos.

O sonho de toda a empresa é aparecer entre os primeiros resultados. Mas o Google considera uma série de fatores para posicionar organicamente um site na página de resultados.

Quais são todos eles, ninguém sabe. Aliás, o próprio Google confirma que são mais de 200 os fatores que definem quais páginas ficarão melhor posicionadas quando o usuário faz uma pesquisa.

Mas, ainda assim, é possível entender quais são os fatores mais importantes para o rankeamento no Google. Confira a seguir.

Pagerank

Esta é uma métrica que vem desde os primórdios do Google. Em resumo, ela serve para avaliar, de 0 a 10, a autoridade de uma página sobre uma determinada palavra-chave.

Esta nota é baseada principalmente na qualidade e quantidade de links que a página recebe, mas deixou de ser pública em 2016.

Autoridade de domínio

Aqui, a nota vai de 1 a 100 e, quanto maior ela for, mais autoridade do seu domínio.

Quanto mais sua página for referenciada em outras páginas do universo do seu negócio, mais o Google entenderá que o seu conteúdo é valioso e deve ser apresentado nas primeiras posições.

Conteúdo de qualidade

É importante produzir conteúdo original e relevante. Isto vai ajudar a reforçar a sua autoridade.

O Google valoriza textos bem escritos, e não apenas um amontoado de palavras-chave.

Tamanho do conteúdo

O Google considera que quanto maior for a quantidade de informações relevantes a respeito de um assunto, mais relevante o conteúdo como um todo será.

Não há um número ideal de palavras ou caracteres para o Google. Em geral, quanto maior, melhor.

Mas atenção: não adianta “encher linguiça”. Além de espantar leitores, a experiência de leitura vai ser ruim e fará com que seu conteúdo seja abandonado antes do final.

Palavra-chave no título

O título da página é muito importante. Ele é uma propriedade do código HTML, que você pode ver na aba do navegador ou na página de resultados do Google.

Por isso sua palavra-chave tem que estar ali, de preferência logo no começo.

Para quem utiliza o WordPress, uma boa dica é instalar o Rank Math ou o Yoast SEO. Estas ferramentas são muito úteis para ajudar seu site no Google.

Palavra-chave no conteúdo

Além do título, a palavra-chave também deve aparecer entre as primeiras 100 palavras do seu artigo.

Se possível, coloque-a também em alguns subtítulos.

De forma geral, a palavra-chave precisa ocupar espaços de destaque no seu conteúdo.

Qualidade do site

Seu site deve ser rápido ao carregar. Se demorar muito, ele pode ser penalizado pelo Google porque prejudica a experiência do usuário.

Além disso, ele precisa ser responsivo. Ou seja, ter o mesmo layout, independentemente do dispositivo, passando a mesma experiência de leitura ao usuário.

Seu site também precisa ter uma boa usabilidade, ou de nada adiantará ter um ótimo conteúdo. O Google sempre considera a experiência do usuário e prioriza sites em que existe uma navegação fluida.

Sendo assim, sites com uma navegação difícil e altas taxas de rejeição acabam tendo um desmpenho inferior no seu posicionamento.

Certificado SSL

Este é um fator imprescindível. O Google já afirmou que utiliza o HTTPS como um critério para classificação do rankeamento, uma vez que isso garante a segurança dos dados e informações para todos nós.

 

Você já conhecia estes fatores? Ainda que não saibamos todos, ao considerar estes, já é possível observar resultados melhores no rankeamento da plataforma.