ouvir, processar, ter ideias e colocá-las em prática: veja o que aprendemos em 2022 e prepare-se para o ano novo

o fim de ano é o momento das celebrações, reuniões e claro, de planejar e definir as metas para o ano seguinte. 

ainda que, na prática, as coisas não mudem quando o relógio bate à meia-noite no dia 31 de dezembro, sabemos que é o fechamento de mais um período da vida que merece alguma reflexão.

esse exercício é uma boa estratégia para saber para qual caminho seguir. 

mas ele só funciona de verdade se a gente se incomoda o suficiente e busca transformar uma informação em insight e de insight para ação.

aqui na paes, o ano foi cheio de surpresas, desafios e aprendizados para todos.

nosso time percorreu diversos eventos em busca de novas experiências, conexões e muito conhecimento. para isso, estivemos nos principais eventos de inovação, comunicação e marketing. 

e na bagagem trouxemos insights valiosos que já estão fazendo parte da nossa rotina.  

agora, queremos compartilhar tudo isso com vocês. 

afinal, a gente sabe que nem sempre é possível marcar presença em festivais como o rd summit, o maior de marketing e vendas da américa latina.

se você vai continuar a leitura, saiba de uma coisa:

ALERTA DE CONTEÚDO EXTENSO

mas temos uma boa razão para isso: o que você vai ler aqui é o puro suco dos três principais eventos que estivemos, que vão te fazer começar o ano novo com muita inspiração e novas ideias. 

 

gramado summit

Crédito da Foto: Paes

o primeiro deles, foi o gramado summit, que voltou a acontecer presencialmente em 2022. lá, estavam reunidos 200 expositores e mais de 140 palestrantes para falar sobre comunicação, marketing, branding, vendas, finanças, investimentos e empreendedorismo.

marcamos presença entre os expositores e vivemos uma experiência 360 no evento.

além disso, nosso time também participou das palestras e mandou alguns insights para vocês que não puderam estar lá. 

confira alguns deles: 

  • nanda (head de conteúdo):

tiktok é algo para ficar porque entrega: cocriação e participação – remixamos memes, áudios, duetamos, criamos moda, porque hoje é possível ter autenticidade numa remixagem única de conteúdo.

  • bruno (copywriter):

nem tanto hype, nem tanto mito: o metaverso é real, mas ainda está muito longe da maioria das pessoas. não precisamos entrar de cabeça, mas é bom estar por dentro.

  • milena (customer success): 

estamos vivendo em uma sociedade sem sincronia, onde as pessoas continuam a fazer as mesmas coisas, mas não na mesma hora, por isso não existe mais “a jornada do consumidor”, existem inúmeras jornadas para os mesmos consumidores. por isso, a mudança é a única certeza.

  • fê (social media):

temos que analisar detalhadamente o comportamento dos usuários e sair das nossas bolhas sociais para compreender da melhor forma nosso usuário. é preciso saber conectar o seu desejo com o desejo do usuário, para dessa forma criar um conteúdo autêntico e que atraia a atenção.

  • joão (head de performance):

é válido citar a importância da venda em comunidade, e como criar essa comunidade de maneira autêntica.

storytelling é uma ferramenta poderosa para todos os tipos de venda.

a nova liderança é 80% gestão de pessoas e 20% execução de tarefas.

  • doug (head de novos negócios):

o principal insight, pra mim, foi perceber que estar do lado de pessoas tão competentes e únicas, melhora a nossa forma de trabalhar e pensar, simplesmente por estarmos juntos e compartilharmos experiências.

  • luiz (sales development representative): 

compreendi melhor o processo de aperfeiçoamento de bullet points através de testagens do pitch com análise das reações, me questionando constantemente qual bullet point funciona melhor com qual perfil de lead.

  • patrick (ceo):

cultura, time, equipe. qualquer estratégia, qualquer conceito ou metodologia só fará sentido se você estiver muito bem alinhado e cercado por pessoas.

é sobre o fator humano. é sobre intuição. é sobre human first. o resto? se faz. ah: apenas começamos.

para conferir todos os insights do time, clique aqui e leia o conteúdo completo. 

 

festuris

Crédito da foto: Festuris

depois, veio a festuris – feira internacional de turismo de gramado de 2022, que segundo os organizadores, bateu todos os recordes das edições anteriores. 

neste ano, foram mais de 12,5 mil pessoas que passaram pelo centro de feiras e eventos do serra park, com mais de 2.700 marcas em exposição e mais de 40 destinos internacionais.

nosso time também esteve entre os expositores do evento e trouxeram de lá muitas experiências na bagagem. 

confira a seguir. 

  • laura (analista de mídia paga):

os estandes foram ocupados por empresas relacionadas à turismo e representantes de cidades e estados brasileiros. percebi um investimento grande na questão da apresentação e estética. os estandes das cidades e estados traziam referências da cultura, com música e comida típicas, buscando atrair o público também com a distribuição de brindes.

  • milena (customer success): 

o festuris vendeu a ideia de provocar o público a quebrar paradigmas, ressignificando o que sabemos ou conhecemos do turismo, e participando dessa imersão foi o que realmente sentimos.

  • cecília (diretora de arte):

nos estandes, você vivia a experiência de estar naquele cantinho do mundo, em função da estética e troca sensorial. o evento contou com vários espaços com diferentes temáticas sobre sustentabilidade, inclusão, negócios, etc. e esse ponto da inclusão brilhou aos meus olhos durante a feira que estava toda estruturada para receber todos de forma igual.

 

rd summit

Crédito da foto: RD

no finalzinho do ano, aconteceu o rd summit 2022, em florianópolis (sc) que trouxe muita experiência em marketing, vendas e inovação. 

com palestrantes de renome mundial e reunindo dezenas de milhares de profissionais da área de todo o mundo, para 3 dias de evento com palestras e muito networking. 

nosso time, esteve nas mais diferentes palestras e de lá trouxe os seguintes aprendizados. confira: 

  • nanda (head de conteúdo):

a mudança que o mercado precisa deve ser comportamental: a cultura analítica é cada vez mais necessária e uma exigência no dia a dia. isso porque é por meio dela que podemos transformar uma mera informação ou dado em insight.

responda a pergunta: “por que você e não seu concorrente?” para ter clareza do seu posicionamento e diferencial.

  • ari (diretora de arte): 

ter sempre o ritmo e objetivos bem claros para todos. sem esquecer que somos um ambiente seguro para cometer erros, desde que sabemos como consertá-los .

não temos necessidade de pôr tudo no ar de cara, precisamos de conteúdo redondo, que layouts estejam aprovados e conversando com os valores da marca. trabalhar com prazos maiores para organizar a casa e aí sim entrar para jogar e ganhar.

o futuro é híbrido. para estar presente nas mais diversas plataformas, é preciso se comportar de acordo com elas. sem esquecer de onde seu público vai estar. 

  • bruno (copywriter)

pessoas são o centro de tudo. todo mundo fala em storytelling, mas não adianta de nada você dominar os 12 passos da jornada do herói se não perceber que o herói é o público, e não sua marca. você é, no máximo, um mentor. 

seu funil não pode ser frio. ele tem que gerar conexão emocional verdadeira. deixe o funil para a agência, e entregue uma jornada com mudança verdadeira para o cliente.

não se desespere com todas as mudanças do mercado, principalmente as tecnológicas. mas fique de olho pra perceber exatamente o que impacta você e sua marca.

  • erika (produtora de conteúdo):

ao escrevermos textos persuasivos precisamos sair do óbvio, falar os benefícios dos benefícios, o que difere aquele produto dos outros, o que vai além.

não podemos estar em uma nova tendência simplesmente por estar, aquilo precisa fazer sentido para o seu público. é um desafio explicar isso para os clientes, mas não é por que todo mundo está lá que você precisa estar também. conheça a novidade, entenda do que se trata, mas não precisa necessariamente ter urgência em estar lá se aquilo não faz sentido para o seu objetivo. 

o comercial é o melhor canal para conhecer o cliente. são as pessoas do comercial que sentem na pele quem é a pessoa que compra da marca. elas nos ajudam a criar personas. 

  • circe (produtora de conteúdo): 

em uma copy, precisamos comunicar valores e benefícios. pode ter humor, mas tem que ser provocativa. 

a venda não deve ser empurrada “goela a baixo”. “todo mundo adora comprar, mas ninguém gosta de que algo seja vendido”. as copys devem ser personalizadas: reforce algo que o cliente não quer e ofereça a solução. 

as marcas devem liderar conversas, mesmo que sejam amargas. 

  • anderson (analista de mídia paga): 

conteúdos de topo de funil tem sido deixados de lado, mas ainda representam um potencial enorme para aquisição de leads em diversas plataformas, inclusive no google ads.

os materiais de pós-venda devem ser tão bem pensados quanto qualquer outro, pois a relação com o cliente não termina na venda. com uma boa estratégia de pós-venda, aumenta muito a chance de realizar novas interações com os mesmos clientes.

não adianta pensar diferente e realizar igual. até a melhor estratégia de conteúdo, se for distribuída de qualquer forma, pode ter um péssimo desempenho. pense campanhas de forma isolada, onde quer impactar, em que momento, o que quer falar… tudo isso pode mudar o rumo da sua campanha.

 

isso foi o principal

neste ano, esses foram os principais aprendizados que tivemos ao participar de eventos.

é claro que eles são apenas uma parte do quebra-cabeça importante que é aprender, com os erros ou com experts do mercado. 

mas nesse processo, nós coletamos a informação, processamos, transformamos em insight e tentamos colocar em prática.

isso tudo porque, pra nós, a busca por uma melhoria contínua é muito importante. 

e em 2022, criar conexões e ouvir quem sabe do assunto nos ajudou muito a melhorar nossos processos internos e garantir sempre resultados para a agência e para os nossos clientes.

agora, esperamos que esses insights também sejam úteis para você e para o seu 2023. e se você quiser mais, siga a gente no facebook, instagram e linkedin.