Gestão de processos: não ignore essa etapa

O que você faz no seu trabalho todos os dias? Você saberia descrever as suas tarefas? Ou o passo a passo até concluí-las? 

Talvez você não saiba, e talvez sua empresa não tenha bem definido qual a ordem em que as coisas devem ser realizadas. 

Mas essa sistemática é muito importante. Aliás, esta é uma etapa básica e fundamental nas empresas.

E nós chamamos ela de: processos!

Mas não tem nada a ver com justiça ou lei, e sim com organização. 

Afinal, com processos internos bem definidos é possível aumentar a produtividade e desenvolvimento da equipe.

Acontece que, muitas vezes, os colaboradores priorizam a entrega das tarefas e deixam de lado os processos.

Como diz o ditado, “a ordem dos fatores não altera o produto”. 

Mas, nesse caso, pode alterar, e quem vai sofrer com isso é o seu negócio. 

Temos duas perguntas para você

Para descobrir se a falta de processos bem definidos está afetando a qualidade dos serviços na sua empresa, responda essas perguntas:

  • Há uma padronização de qualidade das entregas realizadas pela sua equipe?
  • Você se sente preso à operação do seu negócio, tendo que, constantemente, revisar e acompanhar o desenvolvimento das atividades de seus colaboradores?

Dependendo da resposta, você terá de repensar como é o acesso da equipe aos processos ou se é necessário otimizar o desenvolvimento de guias para mudar o cenário. 

Porque as equipes precisam saber exatamente o que devem fazer ao desenvolver as atividades da empresa. 

E, ao fazer isso, você terá um documento rico em detalhes sobre a atividade que será desenvolvida, conseguindo padronizar e escalar a realização dela.

Mas, depois de criar processos, como geri-los?

Os procedimentos operacionais, desempenhados dentro da rotina da empresa, compõem a gestão de processos. 

Para fazer essa atividade da forma correta, é preciso sempre rever, melhorar e padronizar as operações. Com isso, você garante a participação efetiva dos envolvidos, independente do nível hierárquico, e o comprometimento com a qualidade.

Aderindo a essa prática é possível

  • Entender os processos da empresa;
  • Visualizar as atividades em cadeia;
  • Compreender o valor dos processos;
  • Reutilizar os recursos já existentes;
  • Monitorar processos em tempo real;
  • Diminuir custos;
  • Aumentar a satisfação do cliente e a produtividade das equipes;
  • Garantir a execução dos objetivos e dos procedimentos;
  • Otimizar processos;
  • Conseguir mais eficácia, eficiência e transparência.

Por que gestão de processos é tão importante?

Tentamos responder essa pergunta ao longo do texto, mas você precisa ter claro uma coisa, por isso vamos repetir: 

Se você não faz uma boa gestão de processos, o seu negócio corre o risco de ficar defasado. 

O mercado é concorrido e não basta mais ter uma oferta matadora. É preciso adotar práticas sólidas de gestão para trazer um diferencial para sua empresa, que pode ser percebido pelos clientes.

Por isso, é importante estar sempre atento aos processos e a como eles estão sendo entendidos pelas equipes. Afinal, quando todos não estão familiarizados com as práticas da empresa, corre-se o risco de manter procedimentos desnecessários e desperdiçar dinheiro. 

Então, não jogue dinheiro no lixo. Fique de olho nos processos!